“Resiliência e Orgulho”: Survival anuncia os vencedores da competição para o calendário 2021

Capa do Calendário da Survival 2021. Povo Očeti Šakówiŋ, Standing Rock, EUA, 2016.

Capa do Calendário da Survival 2021. Povo Očeti Šakówiŋ, Standing Rock, EUA, 2016.
© Tomás Karmelo Amaya / Survival International

A Survival International, o movimento global pelos povos indígenas, está feliz em anunciar os vencedores da competição fotográfica para o seu calendário 2021.

Aberta para amadores e profissionais, a competição chamou por inscrições no tema “Resiliência e Orgulho”. Seu objetivo é celebrar a fotografia como um poderoso meio para aumentar a conscientização mundial sobre os povos indígenas.

A foto vencedora é de Tomás Karmelo Amaya, indígena pertencente aos povos Yoeme, A:shiwi e Rarámuri. A imagem mostra matriarcas de diferentes origens e povos indígenas reunidas em um tipi (típica tenda dos povos indígenas da América do Norte). A foto foi tirada no acampamento de resistência contra a construção do gasoduto Dakota Access Pipeline nas terras ancestrais do povo indígena Očeti Šakówiŋ, no estado da Dakota do Norte (EUA).

Outra imagem vencedora registra os protestos contra o mesmo gasoduto e foi tirada por Josué Rivas (dos povos Mexica e Otomi).

Confira a lista completa dos vencedores:

Tomás Karmelo Amaya*
Josué Rivas *
Kiliii Yuya *
Jonatan Oregon
Pablo Albarenga
Guillaume Beaudoin
Ashish Birulee *
Tiago Lage
Vanessa Pataxó *
Diana María Navas
Ubiratan Suruí *
José O. Neto
Hannah Reyes Morales

Metade dos vencedores da competição para o calendário 2021 são fotógrafos indígenas (marcados com asteriscos na lista acima). Dois deles, Vanessa Pataxó e Ubiratan Suruí, são de povos indígenas do Brasil.

Calendário Survival 2021. Imagem do mês de setembro. Povo Paiter Surui, Rondônia, 2017.

Calendário Survival 2021. Imagem do mês de setembro. Povo Paiter Surui, Rondônia, 2017.
© Ubiratan Suruí

Outras fotografias vencedoras mostram uma parteira indígena Achuar em seu jardim medicinal, uma jovem do povo Altai Kazakh com sua águia parceira de caça e crianças do povo Paiter Surui (RO) na floresta.

A Survival International foi fundada em 1969 por um grupo de pessoas chocadas com o genocídio dos povos indígenas da Amazônia. A situação foi retratada em uma reportagem do jornal britânico Sunday Times que continha poderosas imagens do aclamado fotógrafo Don McCullin.

A organização existe para prevenir a aniquilação dos povos indígenas e para disponibilizar uma plataforma para eles falarem ao mundo e divulgarem a violência genocida e o racismo que sofrem diariamente.

Calendário Survival 2021. Imagem do mês de outubro. Povo Wauja, Mato Grosso, 2019.

Calendário Survival 2021. Imagem do mês de outubro. Povo Wauja, Mato Grosso, 2019.
© José O. Neto

Stephen Corry, diretor da Survival, disse hoje: “Tivemos muitas inscrições fortes esse ano; muito obrigado a todos os fotógrafos. A fotografia há tempo é uma ferramenta vital para a luta pelos direitos dos povos indígenas e para representar a sua resiliência, diversidade e cuidado com a Terra. Tenho certeza de que essas fotos vão atrair novas pessoas para o movimento indígena – do qual não só os povos indígenas necessitam, mas todo o mundo”.

Calendário da Survival 2021. Imagem do mês de julho. Povo Tupinambá, Bahia, 2018.

Calendário da Survival 2021. Imagem do mês de julho. Povo Tupinambá, Bahia, 2018.
© © Vanessa Pataxó

Nota aos editores:
- As imagens neste comunicado de imprensa podem ser utilizadas apenas para a divulgação do calendário 2021 da Survival International. Os direitos autorais são dos respectivos fotógrafos e todas as imagens devem ser creditadas como indicadas aqui. As imagens não podem ser cortadas ou reutilizadas. Falha em incluir os créditos corretos ou qualquer mau uso das imagens resultará nos fotógrafos afetados cobrarem taxas editoriais. O texto a seguir deve ser incluído como uma condição para uso: O calendário 2021 da Survival International está disponível em survivalinternational.org/shop.

Todos os recursos levantados com o calendário vão para o urgente trabalho da Survival junto dos povos indígenas.